Blog

Conheça 4 dicas para acabar com a insônia

A insônia é um assunto cada vez mais procurado nas pesquisas da internet pelos adultos, expressando a necessidade desse tema ser esclarecido e as possíveis soluções para aliviar, curar e prevenir esse sintoma.

Segundo pesquisa da Associação Brasileira do Sono (ABS), 73 milhões de brasileiros sofrem de insônia. Há diversos hábitos e doenças que podem desencadeá-la. Os seus principais influenciadores são a ansiedade, estresse e depressão.

A partir disso, quando analisamos e correlacionamos os índices de ansiedade, estresse e depressão no Brasil, conseguimos compreender porque os números de brasileiros que sofrem com a insônia são tão expressivos.

O Brasil destaca-se negativamente no ranking mundial como líder – em primeiro lugar – dos transtornos de ansiedade. São 19 milhões de brasileiros lutando contra esse  “mal do século” conforme caracteriza o psiquiatra Augusto Cury.

Além disso, em relação aos sintomas de estresse, cerca de 70% da população ativa já manifestou ou sofre com esses sintomas, também sendo o Brasil um dos líderes mundiais. No caso da depressão, os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) relatam que o Brasil é o segundo país das Américas com maior número de pessoas depressivas, equivalentes a 5,8% da população.

Não podemos analisar a piora desses quadros sem compreender o contexto nacional e mundial provocados com a COVID-19 e as suas consequências. Frente a um cenário de pandemia, diversos estudos foram realizados identificando a piora na saúde mental da população. 

O isolamento social, a insegurança econômica, a preocupação com entes queridos são alguns dos inúmeros fatores que nos apontam a necessidade de buscarmos alternativas para superar esse momento e as consequências que ele deixará.

O que é a insônia e quais são os seus sintomas?

Muitas pessoas acreditam que só pode ser caracterizado insônia quando uma pessoa não consegue dormir com um ciclo de sono completo. Porém, um ciclo de sono com interrupções (acordar durante o tempo de sono) ou uma má qualidade do sono também são caracterizados como insônia. 

A insônia, além de ocasionar o cansaço físico e mental, também traz o mal humor e a irritação. Consequentemente, provoca uma queda considerável no bem-estar e na produtividade de um modo geral. Sendo assim, é um ciclo que se não for dado a devida atenção, provocará impactos cada vez mais negativos ao longo do tempo.

A qualidade do sono é de extrema importância para a qualidade da saúde geral do organismo. É através do sono que o organismo exerce as principais funções restauradoras do corpo, como o reparo dos tecidos, o crescimento muscular e a síntese de proteínas. Além de refazer conexões, ativar a memória e revigorar as energias.

Vale lembrar que as pessoas têm diferentes necessidades no seu corpo, ou seja, uma determinada pessoa pode necessitar de 5 horas de sono e outra de 8 horas. Sendo assim, o termômetro que pode ser utilizado para identificar os sintomas da insônia é observar a disposição ao realizar tarefas ao longo do dia, por exemplo. 

Além disso, é possível identificar a presença da insônia através da sua frequência. Não basta dormir mal ou não conseguir dormir em 2 ou 3 dias, é necessário que essa frequência persista pelo menos de 2 a 3 semanas. 

Conforme falamos, a ansiedade, estresse e depressão são fortes gatilhos para despertar a insônia. Mas, além disso, existem maus hábitos adotados no cotidiano que podem influenciar a insônia. Portanto, separamos alguns novos hábitos que podem ser incorporadas no seu dia a dia para te ajudar a prevenir e reduzir as dificuldades de ter uma boa relação com o sono.

1. Diminua as luzes artificiais 

Uma ou duas horas antes de dormir evite usar luzes artificiais, como por exemplo, celular e televisão. Além disso, tente deixar apenas luzes mais baixas (abajures ou luzes amarelas).

A endocrinologista Isabel Gehling relatou sobre a identificação do nosso corpo com a luz natural e a luz artificial. Quando o seu corpo entra em contato com a luz natural ao acordar, ele identifica que o dia começou. E, por outro lado, quando o seu corpo é exposto à luz artificial até a hora de dormir, o seu corpo não identifica que chegou a hora de descansar. É exatamente por isso que ao deitar você possivelmente já ficou rolando na cama sem conseguir dormir.

2. Evite comer comidas pesadas antes de dormir 

O Dr Suhas Kshirsagar no livro “mude seus horários, mude sua vida” relata sobre os horários da alimentação de acordo com os ciclos do nosso corpo e a energia gasta em cada um deles. O recomendado é que a sua última refeição seja realizada antes de escurecer.

Se você sentir fome depois, você pode optar por alimentos mais leves. Além disso, evite ingerir alimentos ou bebidas que contenham cafeínas ou estimulantes. O cigarro também pode atrapalhar o sono, bem como a ingestão de álcool – caso for beber, tente fazer isso até seis horas antes de dormir.

3. Faça exercícios físicos regularmente

É comum que com a rotina cheia de trabalho e atividades a serem realizadas os exercícios sejam deixados de lado por causa da falta de tempo. Porém, ele é fundamental para que o seu corpo gaste energia e sinta a necessidade de descansar à noite. Lembre-se que pode ser feito de 20 a 30 minutos de exercício. 

Além disso, é recomendado que os exercícios sejam feitos com 5 a 6 horas de antecedência antes de dormir.

4. Use os óleos essenciais a seu favor

Os óleos essenciais são a melhor alternativa natural encontrada para beneficiar o corpo sem o uso de medicamentos.

Após o desenvolvimento de muitos estudos, foi comprovado que o Óleo Essencial de Lavanda (Lavandula angustifolia) impacta o sistema nervoso com as suas propriedades relaxantes que acalmam o sistema límbico – a parte do cérebro que controla as emoções. 

Não é à toa que ele é um dos óleos essenciais que ajudam no sono mais indicado por terapeutas.

Óleo Essencial de Lavanda da Zencial
(100% natural, vegano e puro)

Como usar o Óleo Essencial de Lavanda?

Através de um Difusor Portátil que auxilia na proliferação dos benefícios do Óleo Essencial de Lavanda em todo o ambiente. Você pode ligá-lo 30 minutos antes de dormir e será conduzido para um sono profundo e revigorante. 

Através de massagem. Você pode pingar adicionar 2 gotas de Óleo Essencial de Lavanda a uma base de óleo vegetal, como por exemplo, óleo de coco ou amêndoas. Logo após, massageie as áreas de maior tensão para ser conduzida ao relaxamento.

Através da nebulização. Você pode ferver a água e colocar de 2 a 3 gotas de Óleo Essencial de Lavanda. Logo após, você coloca uma toalha em cima da sua cabeça criando uma espécie de saúde. Inale a fumaça por alguns segundos e já sentirá o efeito imediato no seu corpo.

Além disso, você pode colocar de 2 a 3 gotas no travesseiro que você for dormir.

Diferentes formas de utilizar o Óleo Essencial de Lavanda da Zencial.

2 thoughts on “Conheça 4 dicas para acabar com a insônia

  1. Good post. I learn something totally new and challenging on sites I stumbleupon everyday. It will always be helpful to read content from other writers and practice a little something from other websites.

  2. A fascinating discussion is definitely worth comment. I believe that you ought to publish more on this subject, it might not be a taboo subject but usually people do not discuss such topics. To the next! Many thanks!!

Deixe um comentário